13 de mar de 2014

A primeira fotografia colorida da história

A imagem da fita tartã foi feita na realidade pelo seu assistente Thomas Sutton, mas seguindo as instruções de Maxwell. Trata-se de uma composição de três imagens monocromáticas tomadas através de filtros vermelhos, verdes e azuis (Principio RGB, utilizado ainda hoje nas câmeras analógicas e digitais. Ao projetar essas imagens a partir de três lanternas – cada uma com um filtro de cor diferente – uma contra as outras, uma imagem colorida foi produzida.
Na verdade, como se descobriu muito mais tarde, o experimento não deveria ter funcionado. Sutton usou emulsões (o material sensível à luz para cobrir as lanternas) insensíveis à luz vermelha. Felizmente, porém, o tecido vermelho na fita tartã também refletia ultravioleta, e o experimento acabou dando certo mesmo com esse contratempo.
Maxwell merece o crédito por ter inventado o método das três cores que é a base para praticamente todos os processos atuais de coloração de imagens, sejam químicos ou eletrônicos. O Instituto Real de Londres, palco da exibição do professor Maxwell em 1861, realiza uma série de eventos durante as próximas semanas para comemorar o seu legado.
A história da fotografia colorida, contudo,não deixa de ser uma história lenta, já que a diferença entre o primeiro automóvel de Henry Ford e a Apollo 11, missão tripulada do Programa Apollo e primeira a pousar na Lua, levou 66 anos.


Primeira Foto Colorida, fita tartã 1861

fonte: Focusfoto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...